Leve a EMME para sua escola!
O que você tem interesse em levar para sua escola?

Copyright © 2019 Portal EMME

  • Facebook
  • Instagram

EMME - MARKETING EDUCACIONAL

Quem passa diante de uma escola é capaz de imaginar o que há ali dentro: salas, corredores, pátios, escadarias. Mas certamente não consegue enxergar o que pulsa ali. E o que pulsa dentro de uma escola é a sua vida. E isso quer dizer pessoas. E pessoas quer dizer muita gente. São essas pessoas que precisam agir em conjunto para captar e fidelizar alunos. Isso não quer dizer anular discussões e debates; ao contrário, isso significa tornar essas discussões o ponto de partida para o final que todos desejam: uma escola cada vez mais cheia de vida.

AS FACHADAS DA ESCOLA

Uma escola tem várias fachadas. A entrada, com portões, portas, letreiros, cartazes, é a primeira imagem da escola; aquela que fica retida na retina de quem passa em frente e segue o seu caminho.

Mas há os que não seguem o seu caminho; os que param e entram na escola. Estes se deparam com uma segunda fachada: aquela que é feita pelo primeiro atendimento. Aqui, a fachada ganha um rosto, um olhar, gestos; enfim, ganha vida.

E há ainda muitas outras por trás dessa. Há a fachada da secretaria, imagem da organização da escola; a da direção, símbolo da própria instituição; a dos professores, que é a sala de aula – a razão de ser tudo o que acontece ali. Essas fachadas precisam agir de forma integrada e compor um único cenário.

O rosto que a escola assume e mostra deve ser transportado para o aluno. Quer dizer: o aluno tem que ser a cara da escola. Assim, o rosto dele passa a ser o maior divulgador da escola. O seu sorriso, os seus olhares, os seus gestos, passam a traduzir o que a escola é, e o que faz. Quando esse aluno se tornar um ex-aluno, será um divulgador permanente do trabalho realizado ali. Será mais uma fachada da escola.

FAÇA O CADASTRO DE SUA ESCOLA
PARA OBTER INFORMAÇÕES DETALHADAS
COMEÇANDO UM NOVO CICLO

O primeiro dia de aula é o começo de muita coisa. Evidentemente, é o início do trabalho pedagógico do ano inteiro – e esse é, sem dúvida, o começo mais importante. Mas existem outros. O início de um ano letivo é também o começo do ano letivo seguinte. Isso porque o trabalho a ser desenvolvido a partir desse momento garantirá a permanência do aluno na escola. Por isso, a recepção no início do ano deve começar até mesmo antes: com a contagem regressiva para o início das aulas e com o desenvolvimento de ações que estimulem a vontade de aprender e de conhecer gente nova e que envolvam pais e familiares na vida escolar.

PARA QUEM ESTÁ CHEGANDO

A escola é um lugar de rostos conhecidos e de caras novas. No começo do ano, quem já está acostumado ao ambiente precisa ser recebido como um velho amigo que retorna a um lugar que já sente como seu. Quem está chegando agora tem que se sentir olhado, acolhido, para que, em um curto espaço de tempo, o ambiente se torne familiar também para ele.

Esse trabalho deve ter início já no ato da matrícula, antes mesmo de o estudante se efetivar como aluno. Feita a matrícula, é preciso manter contato, mesmo a distância, lembrando aos que já pertencem ao lugar que este os espera com ansiedade, e, aos que estão chegando agora, que aquele também é seu espaço.

Quando as aulas começarem, é interessante que todos entrem no clima. Por isso, é fundamental promover a interação entre os novos alunos e os que já eram da escola para que possam se integrar rapidamente. Assim, a escola estará sendo o que tem que ser sempre: um espaço de acolhimento de pluralidades e de convívio com diferenças.

Quem passa diante de uma escola é capaz de imaginar o que há ali dentro: salas, corredores, pátios, escadarias. Mas certamente não consegue enxergar o que pulsa ali. E o que pulsa dentro de uma escola é a sua vida. E isso quer dizer pessoas. E pessoas quer dizer muita gente. São essas pessoas que precisam agir em conjunto para captar e fidelizar alunos. Isso não quer dizer anular discussões e debates; ao contrário, isso significa tornar essas discussões o ponto de partida para o final que todos desejam: uma escola cada vez mais cheia de vida.

AS FACHADAS DA ESCOLA

Uma escola tem várias fachadas. A entrada, com portões, portas, letreiros, cartazes, é a primeira imagem da escola; aquela que fica retida na retina de quem passa em frente e segue o seu caminho.

Mas há os que não seguem o seu caminho; os que param e entram na escola. Estes se deparam com uma segunda fachada: aquela que é feita pelo primeiro atendimento. Aqui, a fachada ganha um rosto, um olhar, gestos; enfim, ganha vida.

E há ainda muitas outras por trás dessa. Há a fachada da secretaria, imagem da organização da escola; a da direção, símbolo da própria instituição; a dos professores, que é a sala de aula – a razão de ser tudo o que acontece ali. Essas fachadas precisam agir de forma integrada e compor um único cenário.

O rosto que a escola assume e mostra deve ser transportado para o aluno. Quer dizer: o aluno tem que ser a cara da escola. Assim, o rosto dele passa a ser o maior divulgador da escola. O seu sorriso, os seus olhares, os seus gestos, passam a traduzir o que a escola é, e o que faz. Quando esse aluno se tornar um ex-aluno, será um divulgador permanente do trabalho realizado ali. Será mais uma fachada da escola.

COMEÇANDO UM NOVO CICLO

O primeiro dia de aula é o começo de muita coisa. Evidentemente, é o início do trabalho pedagógico do ano inteiro – e esse é, sem dúvida, o começo mais importante. Mas existem outros. O início de um ano letivo é também o começo do ano letivo seguinte. Isso porque o trabalho a ser desenvolvido a partir desse momento garantirá a permanência do aluno na escola. Por isso, a recepção no início do ano deve começar até mesmo antes: com a contagem regressiva para o início das aulas e com o desenvolvimento de ações que estimulem a vontade de aprender e de conhecer gente nova e que envolvam pais e familiares na vida escolar.

PARA QUEM ESTÁ CHEGANDO

A escola é um lugar de rostos conhecidos e de caras novas. No começo do ano, quem já está acostumado ao ambiente precisa ser recebido como um velho amigo que retorna a um lugar que já sente como seu. Quem está chegando agora tem que se sentir olhado, acolhido, para que, em um curto espaço de tempo, o ambiente se torne familiar também para ele.

Esse trabalho deve ter início já no ato da matrícula, antes mesmo de o estudante se efetivar como aluno. Feita a matrícula, é preciso manter contato, mesmo a distância, lembrando aos que já pertencem ao lugar que este os espera com ansiedade, e, aos que estão chegando agora, que aquele também é seu espaço.

Quando as aulas começarem, é interessante que todos entrem no clima. Por isso, é fundamental promover a interação entre os novos alunos e os que já eram da escola para que possam se integrar rapidamente. Assim, a escola estará sendo o que tem que ser sempre: um espaço de acolhimento de pluralidades e de convívio com diferenças.

Para os alunos do Ensino Fundamental, a formatura é um evento. Para a escola, além disso, deve ser encarada como um processo, uma oportunidade para estabelecer laços que contribuam para a permanência do aluno do Fundamental na escola, transformando-o em aluno do Médio. Esse processo deve envolver os alunos e seus familiares, porque esses últimos ainda exercem grande influência nas decisões tomadas.

Para que esse trabalho tenha sucesso, é essencial a participação de professores e coordenadores. São eles que conhecem de perto a realidade específica da escola e das famílias. Por isso, nesse momento, o envolvimento desses profissionais adquire importância ainda maior. A escola deve escolher esse interlocutor (ou interlocutores) entre aqueles que estejam habilitados a falar em nome dela e de todos que a compõem. Assim, o escolhido será uma espécie de porta-voz.

Forneceremos os instrumentos necessários para uma palestra destinada a pais e alunos, especificamente voltada para a passagem do Ensino Fundamental para o Médio. O interlocutor escolhido poderá tomá-la como base de sua fala. Além disso, programas da WEBTV serão oferecidos como instrumentos auxiliares para essa palestra. Dessa maneira, o professor ou o coordenador estará preparado para ser, além de porta-voz do projeto pedagógico, a voz do futuro da escola.

A FORMATURA DO ENSINO FUNDAMENTAL
A PREPARAÇÃO PARA A UNIVERSIDADE

Todo ano letivo tem suas particularidades e suas demandas próprias, mas talvez nenhum seja tão importante quanto aquele no qual o aluno se despede da escola, no terceiro ano do Ensino Médio. Não se trata apenas do momento em que a formação se conclui, o que por si só já é especificidade suficiente, mas também é o ano em que o aluno se submete para valer ao Enem e aos vestibulares. Para o aluno, talvez a conquista da vaga desejada encerre o ciclo; para a escola, esse momento inicia um novo ciclo, no qual o trabalho desenvolvido ali se propaga nas faces e sorrisos dos alunos aprovados.

Oferecemos um conjunto de instrumentos para que a escola possa marcar presença junto ao aluno e seus familiares. São ações a serem desenvolvidas desde os primeiros dias de aula, para conscientizar os alunos a respeito do ano especial que terão pela frente. Elas continuam no início do segundo semestre, quando novos alertas devem ser dados a respeito do período decisivo de preparação. Da mesma forma, nos dias que antecedem as provas, o aluno deverá receber doses de estímulo para os estudos e reafirmações de confiança no trabalho desenvolvido. Esse ciclo se completa nas vésperas dos exames mais importantes, com ações destinadas a desejar Boa Prova aos estudantes.

Toda essa gama de ações precisará contar com o apoio de diretores, coordenadores e professores, que receberão material de orientação, para que desempenhem essa tarefa de forma contundente, ajudando a imprimir na memória dos alunos a recordação de uma escola que esteve ao lado deles, desde os primeiros momentos, tanto nas horas de celebração, quanto nos momentos de angústia e nervosismo.

REUNIÃO DE PAIS E RESPONSÁVEIS

Se a escola fosse uma casa, a reunião de pais e responsáveis seria a janela. Por ela, pode-se ver o interior; nela, ficam expostos todos os projetos desenvolvidos ali. São eventos cercados de muito cuidado.

Toda reunião é uma grande oportunidade de reforçar os laços de ligação entre a escola e a família. É hora de a escola se mostrar e de ouvir, mas também é o momento de se fazer ouvir. Para auxiliar a escola nessa fala, oferecemos um conjunto de sugestões de temas a serem abordados nas reuniões. Com isso, a escola conta com um passo inicial, a partir do qual pode conduzir a relação com os pais e responsáveis da melhor maneira possível.

A COMISSÃO DE FRENTE DA ESCOLA

Imagine quantos tipos de atendimentos são feitos por uma escola ao longo de um ano letivo. Pense em quantas pessoas estão envolvidas no processo e quantos públicos buscam o atendimento. É preciso planejar os detalhes para que a equipe da escola possa estar organizada e treinada para poder dar show. Para isso, no MktM, são disponibilizados módulos de treinamento para equipes de atendimento da escola, organizados da seguinte forma:

- módulos para atendimento dos atuais alunos: a meta aqui é capacitar a equipe da escola para atender alunos e famílias com relação aos diversos temas que compõem um ano letivo. Para isso, são feitas simulações de situações que aparecem no cotidiano escolar e de como o atendimento pode encaminhar o assunto. Além das simulações, o programa inclui treinamento de etiqueta, postura e técnicas de atendimento que funcionam em ambientes escolares;

- módulos para atendimento de possíveis alunos: a meta aqui é muito clara: transformar o interessado em matriculado. O programa de capacitação vai treinar a equipe para vender matrícula, pois define o fluxo de informações e as estratégias de apresentação dos diferenciais da escola e simula situações de atendimentos mais complexas. Além disso, fornece técnicas para gerar encantamento e, portanto, promover a realização da matrícula.

AO MESTRE COM CARINHO

Aprendemos, em nossos 15 anos de trabalho de marketing escolar, que o professor é personagem fundamental na construção da imagem da escola e atua expressivamente na campanha de matrículas. Não em termos publicitários, mas no que diz respeito ao trabalho educacional e pedagógico diários. Essa participação dá contorno ao posicionamento e também credibilidade aos alunos e famílias da escola.

Propõe-se aqui uma forma de diálogo constante com a equipe pedagógica – coordenadores, orientadores e professores – ou seja, com os educadores da escola, por meio de um conjunto de pequenas palestras gravadas, com duração entre 10 e 15 minutos. Esse material cria um espaço de reflexão sobre algumas práticas fundamentais para a boa educação. Os vídeos podem ser utilizados em reuniões de professores para motivar importantes debates ou podem ser enviados digitalmente para que cada um faça a sua reflexão.

WORKSHOP MKTM

Os profissionais das escolas usuárias do MktM têm encontro marcado em um workshop sobre gestão do marketing, que acontece no final de junho e visa à organização geral dos trabalhos referentes às Campanhas de Matrículas 2020. A finalidade desse evento é muito clara: capacitar as equipes na utilização plena do Projeto MktM ao longo do segundo semestre - quando irá acontecer a alta temporada do marketing - e com relação aos temas estratégicos para que as escolas tenham sucesso com as rematrículas e com a conversão de possíveis alunos em matriculados. O evento reunirá os diversos públicos da escola em salas destinadas para cada um deles: equipe de atendimento, coordenadores e gestores.

CALENDÁRIO WORKSHOP MKTM 2019

 

Período de inscrições: de 27 de maio a 26 de junho de 2019

Data do evento: 29 de junho de 2019

Sede do evento: Campinas – SP

Local: será divulgado no início do período de inscrição

COMO FAÇO PARA PARTICIPAR DO ENCONTRO?

Exclusivo para escolas usuárias do MktM, o workshop tem duração de 8 horas, sendo 5 horas presenciais e mais 4 módulos de 45 minutos via webtv, ao vivo. Para o encontro presencial, a escola poderá inscrever até 5 profissionais sem custo adicional com relação ao valor já pago pela adesão ao projeto MktM. As três horas oferecidas a distância poderão ser assistidas por toda a equipe da escola. Os inscritos oficialmente recebem certificado de participação.

Conheça as 5 áreas de atuação do projeto.

métricas.png
marketing.png
movimento.png
midia.png
motivacao.png